Existem alguns erros que podem comprometer seriamente as suas chances de conseguir se classificar em um processo de seleção de emprego e de ser contratado. De nada adianta ter uma excelente trajetória ou uma formação de fazer inveja, se você descuida de uma peça básica da sua vida profissional: o currículo.

Veja a seguir os cinco erros mais comuns e que são imperdoáveis em um currículo:

  1. Ausência de informações para contato

Pode parecer óbvio (e é mesmo!), mas muitos profissionais se esquecem de incluir dados básicos sobre si mesmos no CV. É essencial que no documento estejam o nome completo, bairro de residência, e-mail e telefone. Hoje em dia, as redes sociais também têm grande importância, portanto, vai bem colocar os links de cada uma delas, principalmente o LinkedIn.

  1. Erros graves de português

Erros gramaticais muito grosseiros são imperdoáveis, o mesmo vale para textos mal redigidos, confusos e incoerentes. O mínimo que se espera é que o candidato revise o documento antes de enviá-lo para qualquer recrutador.

  1. Autoelogios

Usar adjetivos vazios a favor de si mesmo é algo completamente desnecessário. “Dedicado”, “proativo”, “organizado”... Nada disso passa credibilidade e, portanto, não agregam nada ao currículo. Busque provar essas características com as suas experiências profissionais.

  1. Layout extravagante

Lembre-se que “menos é mais” também na hora de fazer o seu currículo. Por ser um documento formal, é preciso que tenha uma aparência simples e sóbria. Portanto, nada de exagerar nas cores, fontes, imagens, etc.

  1. Tamanho insuficiente ou exagerado

Um bom currículo é conciso e vai direto ao ponto. Um CV com uma única página é sucinto demais, mas se passar de cinco laudas também está inadequado. O mais importante é conseguir avaliar o que é essencial estar ali, nada pode sobrar ou faltar.